ARTIGO

Sódio: valor de referência - 137- 145 MMOL/L

Autor: admin | Data: 27/11/2018

Dentre os variados minerais que desempenham papel fundamental na manutenção da homeostase corporal e o bom desempenho das funções musculares, nervosas e cardíacas dentre outras, o sal de cozinha, formado por cloro e sódio, além de ser iodado, auxilia na  preservação do balanço das bases ácidas do corpo, bem como na absorção de potássio, sendo a base do ácido clorídrico e ajuda igualmente no transporte dos dióxidos de carbono das células até os pulmões, onde são liberados. Dentre as várias formas de apresentação, tipos e aplicabilidades na indústria, o sal também é um componente que auxilia no agravamento dos quadros clínicos, sendo um dos fatores aditivos de grande relevância para o aumento das doenças cardiovasculares, quando o seu uso ultrapassa em muito e de forma rotineira seu valor referencial diário, associados a outros fatores de risco potencializando outras comorbidades. A excreção renal possui papel importante na regulação da concentração de sódio no sangue, sendo que a recomendação é de 137-145mmol/l ou 1-3 g/dia. Vale salientar que os alimentos em conservas, enlatados e aqueles tipo fast-food possuem alta concentração de sódio. Para os pacientes em programa de diálise o excesso leva ao ganho de peso interdialitico, cãibras musculares, náuseas, cefaleia, congestão pulmonar, edema agudo de pulmão e insuficiência cardíaca.